30 setembro 2016

#SOTMB: Lar é onde o coração está

Meu coração está na biblioteca municipal, nos braços da pessoa que me aceitou do jeitinho que eu sou, no amor que coloco na minha arte, em Hogwarts. Meu coração, posso dizer com certeza, está em Stars Hollow.



Uma foto publicada por Ludimila Ferreira (@ludfrrrg) em


Uma foto publicada por Ludimila Ferreira (@ludfrrrg) em
Dessa vez foi um post bem mais simples, e todas as fotos são antigas, mas de coração, afinal, é onde está o lar.

Até a próxima <3


28 setembro 2016

Aquele do unicórnio

Eu já tive um unicórnio.

Eu já tive um unicórnio e o nome dele era Prateado, apesar de seu pelo ser dourado. Prateado durou o tempo que durou minha infância. Anos depois Prateado voltaria para minha vida, em forma de pingente, literalmente prateado, a fim de representar o lado mais unicórnio da minha vida. O lado que é iluminado pelo arco-íris. Os Unicórnios na minha vida hoje representam o amor, o companheirismo, a leveza que é ter alguém que nos ama de forma recíproca do nosso lado. O unicórnio é o lado bom da vida.
"Tô numa fase unicórnio na minha vida
Sabe aquela fase da sua vida em que tá tudo feliz?
Tudo tá dando certo?
Tá rolando suave?
Tá de boa?
Tá relax?
Tô nessa.
Isso é uma fase unicórnio, porque unicórnios são felizes."

25 setembro 2016

reflexões de um mês meio bosta

e olha que hoje é dia 25.

preciso tomar chuva, levantar o rosto debaixo de uma tempestade, minha crise tornou-se interna, é uma briga minha comigo mesma. é incrível e triste ver como há um ano eu estava passando por uma crise parecida. ano passado me sentia sozinha, perdida, estagnada, não vou mentir, às vezes ainda me sinto naquela estrada para lugar nenhum. mas dessa vez é sobre saber o que preciso fazer, como fazer, e simplesmente fingir que não sei e ficar parada por opção. uma opção meio bosta sendo que eu podia estar lutando lá fora, mas estou aqui sentada em negação. acorda pra vida, grita minha voz interior.

o que é que estou fazendo com a minha vida?

era a pergunta que eu me fazia há um ano, e repito, com outro tons. o que é que estou fazendo com a minha vida que não fui atrás do que eu preciso até agora? o que é que estou fazendo com a minha vida que estou reclamando igual uma velha ranzinza ao invés de fazer as coisas? tenho tudo a meu alcance mas não faço nada. e eu fui a parcialmente culpada por esse mês ter sido meio bosta. 
minha reação ao notar o tempo perdido

todo começo de mês é a mesma coisa, falo que vou correr atrás, mas nem gosto de correr. o sentimento do passado era sobre não ter pelo o que lutar, agora tem, e até bastante coisa. "talvez isso a tenha deixado estagnada, não ter pelo o que lutar, mas seria uma luta sem vencedor, então foi bom sair dessa batalha relativamente ilesa. mas você está começando novas batalhas, e não se sente preparada para elas, mas quem está preparada? ninguém. você só precisa de foco e coragem, o resto a gente dá um jeito."

estou começando novas batalhas, na verdade, já comecei, apenas não assumi o posto de soldado, e estou preparada para derramar quanto sangue for necessário para ir adiante e alcançar o que acredito. eu sempre dou um jeito. 

o que é que estou fazendo com a minha vida? bom, estou vivendo. ou tentando.

23 setembro 2016

#SOTMB: Primavera

A primavera está chegando, com ela o calor e a chuva, e começo a pensar melhor no que vestir e a vontade de usar vestidos só cresce. Aproveitei o tema da semana para voltar para o projeto Mil Pétalas e cheguei em 27/1000, sem pressa. Bem-vinda, primavera!
22 // 23 // 24 // 25 // 26 // 27

Todas as fotos foram tiradas no trabalho, essa última é uma pitanga de um pé que tem lá no estacionamento, nunca tinha provado e adorei.
Além das flores e das frutinhas, minha inspiração visual está voltando e volto a pensar em moda e o que vestir nessa temporada de muito calor e eventuais chuvas.
E estava aguardando o momento certo para usar esse gif. Sim, quero flores, quero cor de rosa, quero me sentir na primavera e colorir meus dias, mesmo que de forma sutil. Chega de cinza!

Minha obsessão por saias já está fora do normal.

Que nesse dia 23 as coisas floresçam para todos nós <3

21 setembro 2016

Tragam meu bom-humor de volta

É meia estação, está voltando a chover, a primavera está chegando - chegou, e meu humor está todo errado. Eu amo chuva, os dias nublados, mas nada está me deixando mais animada o suficiente para sair de casa todos os dias às 13:20 da tarde sabendo que vou encarar gente com cara de bunda e energia pesada nas próximas seis horas.

Quero voltar a escrever sobre coisas felizes, coisas que inspiram, mas toda vez que sento para escrever só me vem essas lamentações. Não quero que o blog se torne um mural de lamentações. Coloquei esse guarda-chuva lá em cima a fim de chamar a chuva, para ver se ela consegue lavar essa maré ruim e levar tudo na enxurrada.
Me descobri Monica Geller sem ao menos ter terminado de assistir FRIENDS. Digo isso por perceber como arrumo tudo, quase o tempo todo, às vezes até inventando novas formas de arrumação. E acho tudo isso muito divertido. Limpar poeira até que não porque deixa meu nariz coçando e eu começo a espirrar, mas organizar é muito legal. E de algum modo, meio adulto?
eu tô cansada :/
O que eu tô lendo? Nada. Minto - comecei "Sejamos todos feministas" no Kindle e vou voltar a ler Sailor Moon, sexto volume. O que tô assistindo? O episódio vinte da quinta temporada de Gilmore Girls. O que tô ouvindo? "Highway To Hell" do AC/DC se tornou um hino.

Porém ao mesmo tempo em que quero me enfiar debaixo do cobertor e fugir, estou punindo todos em nome da lua. Por isso não escrevo sobre isso, por isso não estou escrevendo. É sempre sobre as mesmas coisas, sobre como tudo está desandando, mas eu termino com frases motivacionais para mim mesma. Setembro, o mês das crises existenciais e dos colapsos nervosos. Parece um TPM eterna.
E eu perdi a linha de raciocínio - se é que tinha uma.
Até a próxima, espero que melhor.

16 setembro 2016

#SOTMB: Meu lugar favorito

Assim que vi esse tema pensei de cara no meu quarto, na minha cama, nas minhas coisas. Porém nenhuma das fotos foi tirada lá. Em um dos meus intervalos lá no trabalho, resolvi olhar o céu que no dia estava estranho. Parecia que estávamos dentro de uma estufa. E percebi que um dos meus lugares favoritos é ali, olhando a cidade do alto.

Outro lugar favorito é ao sol, quando ele não está muito quente, ali mesmo, observando a vida das outras pessoas.

Mas, de lavada, quem ganha como lugar favorito de longe é a cozinha, e nem é só para comer. Descobri que cozinhar é divertido, acho até que está no sangue. Estou longe de ter o talento da minha mãe, mas quem sabe um dia?

Só que nada disso tira o mérito da minha caminha e do meu quarto em geral, menção honrosa para eles.
Até a próxima!

09 setembro 2016

#SOTMB: Minha rotina

08:00 - acorde, é um novo dia
08:30 - tome café, sorria
09:00 - verifique seus e-mails, assista Gilmore Girls
10:30 - tome seu segundo café, honre ser um hobbit
11:30 - encare a vida lá fora, hora de se arrumar, aparentar felicidade 
12:30 - hora de almoçar 
14:30 - tente não morrer de tédio
21:00 - estamos indo de volta pra casa...
Olá pessoas! Ultimamente a coisa mais empolgante da minha rotina está sendo escrever o texto que vai ao ar hoje, na data de hoje. E tem esse tema semanal, fotográfico, sugerido pelas lindas do SOTMB que consiste em fotografar e falar um pouco da nossa rotina, porém não estava rolando até a Aline sugerir que postássemos o que estamos lendo, assistindo, etcetc, e me salvou. Sempre quis participar de um projeto assim em grupo então fiquei bem animada, vamos as minha atualizações:

Lendo: Histórias Extraórdinárias, Edgar Allan Poe
Sempre fui a pessoa que fugiu de histórias de terror, horror e mistério, mas um dia comecei a folhear Poe e me apaixonei.


Preto e branco combina com a aura do autor.


A única coisa triste é que essa edição não tem "O Corvo", queria ter a experiência de lê-lo em português.

Por agora parei de comprar vários livros de uma vez na Amazon e estou comprando um por um lá na Saraiva do Shopping, está saindo mais em conta e estou lendo mais. Estou para começar o nono conto, "Nunca aposte sua cabeça com o diabo", e até agora Poe é um 10/10.

Assistindo: nessa última semana assisti "A Centopéia Humana", "Meu passado me condena", conheci "Falling Skies", asssiti "Hardcore: Missão Extrema" e "Branded" por sugestão da Netflix e pelo amor dos deuses não assistam esses filmes, são horríveis! e entrei na quinta temporada de Gilmore Girls <3
Cada dia mais apaixonada por GG! A quarta temporada foi pesada, espero que as coisas melhorem para essas duas agora na quinta. E eu amei o cabelo da Rory curto, inclusive quero cortar o meu de novo. 

Planejando: dominar o mundo. E conseguir voluntários para serem modelos porque estou louca pra sair de novo com a câmera no pescoço.
Fotografando: nos últimos tempos tirei várias selfies e fotografei o Miguel.

Ouvindo: o Spotify decidiu desenterrar Avril Lavigne e me levou direto para a adolescência, mas é incrível como não enjoo de "Lean On".


Mas aqui posso citar MIKA que me deixa com vontade de desafiar tudo e todos com "We Are Golden" - e toda vez que essa música começa faço questão de aumentar o volume. "Sugar", do Maroon 5 ou "Lady Marmalade"
Até a próxima!

07 setembro 2016

Colapsos nervosos fazem bem pra pele

Sete de setembro, feriado, exatamente uma semana se passou desde o fim do BEDA: e estou cansada. Essa semana foi pesada, estranha, várias coisas aconteceram e parecem continuar acontecendo e não são coisas boas. E ao mesmo tempo consigo me sentir bem e realizada. É louco. Até a temporada que estou assistindo de Gilmore Girls está pesada. E ainda nem choveu igual no ano passado para lavar essa vibe estranha. Preciso descansar.

Sabe aquela semana em que tudo parece dar errado? Em que tudo o que você quer fazer é voltar pra cama e fingir que você não existe? Fugir do mundo? A primavera esta chegando, o calor esta voltando, estou tendo uma crise parecida com a que aconteceu exatamente nessa data, um ano atrás. Belas palavras as palavras de Lorelai Gilmore.
Ao mesmo tempo em que me sinto presa e sei exatamente o motivo (a gangue da gola azul), não quero ficar parada me lamentando, chorando nos meus pijamas, comendo um monte de pizza. Eu preciso me mover, ficar parada está sendo o pior de tudo. Já não me sinto em uma "estrada para lugar nenhum", já não sinto dúvidas em relação a nada em minha vida, o que vier eu vou agarrar o mais forte que puder e vou regar para que floresça mesmo no meio de uma terra árida e aparentemente sem vida. E engraçado ver que a um ano minhas referências vinham de HIMYM.

E agora estou refletindo sobre um possível título para essa entrada e só consigo lembrar do texto "Sobre colapsos" da Thay e de uma citação da Rory em alguns episódios atrás: "A little nervous breakdown can really work wonders for a girl."

Colapsos nervosos fazem bem pra pele. E é incrível como paro de pensar quando estou com fome. Até a próxima.